3 maneiras de demolir uma competição de CrossFit, de acordo com um campeão de jogos de CrossFit



3 maneiras de demolir uma competição de CrossFit, de acordo com um campeão de jogos de CrossFit

Competir no CrossFit Open, que é o início anual dos Reebok CrossFit Games em agosto, é difícil e exaustivo. O Open começou no final de fevereiro e tem cinco treinos que qualquer pessoa com mais de 14 anos pode tentar - basta registrar sua pontuação em gamescrossfit.com (com prova de vídeo) ou ir a um box local - essa é a gíria do CF para academia - com um oficial juiz.

Mas é uma experiência humilhante verificar online depois de um treino brutal que você pensou que fumava e perceber que colocou apenas 43.438 entre mais de 150.000 pessoas. Ganhar terreno contra o mais apto na Terra não será fácil, mas essas dicas de Ron Mathews, C.S.C.S., o campeão do CrossFit Games Master 2016, irá prepará-lo para o Open do próximo ano e abrir seu caminho para as regionais.

3 maneiras de ganhar

Existem três segredos para dominar sua concorrência no CrossFit Open, diz Mathews, que é dono do Reebok CrossFit LAB em L.A. Você precisa ser forte e capaz de colocar peso com eficiência. Você deve dominar as habilidades que testam sua agilidade, equilíbrio e flexibilidade, como double unders complicados e movimentos baseados na ginástica. E, acima de tudo, você precisa ter resistência suficiente para resistir aos eventos estafantes.

1. Força

Você não verá com frequência a força máxima de uma repetição sendo testada no Open, e embora seja ótimo ter grandes números de 1RM, diz Mathews, bons números máximos nem sempre se traduzem em bom desempenho atlético. No CrossFit, ser capaz de mover 70-80% de seu 1RM para vários conjuntos irá atendê-lo melhor na maioria dos treinos e no Open do que grandes números máximos.

Como melhorar a força:

Ganhe força através de uma rotina de levantamento de peso como Wendler 5/3/1 ou um esquema 5 × 5 (cinco séries de cinco repetições) usando uma porcentagem crescente, diz Mathews. Ser proficiente em levantamentos olímpicos como o snatch e o clean and jerk (incluindo variações como power snatches, agachamentos acima da cabeça e as versões hang do clean e snatch) são essenciais para o sucesso do CrossFit, diz ele.

2. Habilidades

Flexões, flexões do tórax à barra, flexões de argola e barra, flexões de mão e caminhadas e double unders, todos exigem prática para um bom desempenho e eficiência, diz Mathews. Várias séries de 10 ou mais em todos esses exercícios são comuns para um atleta dos Jogos, e geralmente haverá séries de mais de 100 nos double unders, diz ele.

Se você está lutando com sua técnica, encontrará outros atletas se afastando rapidamente de você.

Como melhorar as habilidades:

Simples: faça os movimentos indefinidamente. E então faça mais um pouco. Refine sua técnica de ginástica e mantenha seu núcleo tenso para garantir a máxima ativação muscular e transferência de força, diz Mathews. Quando esses exercícios são mal feitos, eles fazem você parecer um peixe mole, mas, quando realizados de forma adequada, o corpo se move durante o exercício sem esforço.

3. Resistência

Este é o principal mensurável no CrossFit Open, diz Mathews. Os treinos abertos são projetados para colocar os atletas de joelhos e enviar guerreiros de fim de semana correndo para casa com o ego despedaçado e o rabo entre as pernas.

Como melhorar a resistência:

Trabalhe aumentando os intervalos de repetições diminuindo o repouso para forçar seu corpo a processar o ácido lático e controlar a frequência cardíaca. A melhor ferramenta para fazer isso é o EMOM, ou o protocolo de treinamento Every Minute on the Minute, diz Mathews.

Para acesso a vídeos de equipamentos exclusivos, entrevistas com celebridades e muito mais, inscreva-se no YouTube!