As 7 lesões de treino mais assustadoras e como evitá-las



As 7 lesões de treino mais assustadoras e como evitá-las

Nada se consegue sem trabalho. Acredite ou não, esse ditado não sempre aplique na academia, porque deixar cair um halter de 30 libras em seu pé, deslocar uma articulação ou rasgar um músculo só vai causar sofrimento - e vai forçá-lo a sentar-se na lateral do campo, o que pode atrapalhar seriamente seu progresso.

A cada ano novo, praticantes esperançosos tomam a resolução de treinar duro e transformar seus corpos, diz Scott Weiss, D.P.T., C.S.C.S., fisioterapeuta e treinador esportivo de Nova York. Infelizmente, muitas dessas pessoas carecem de experiência ou orientação - e outras abordarão seus objetivos com mais entusiasmo do que músculos. Seguem ferimentos.

Por isso, pedimos a especialistas que falassem sobre as lesões mais assustadoras que eles veem - e como evitá-las. Estudar-se. E se alguma dessas coisas acontecer com você, consulte um documento o mais rápido possível. (Nós falamos sério, cara durão.)

1. Lesão peitoral

Normalmente, uma ruptura do músculo do peito ou de seu tendão na parte superior do braço, essa lesão geralmente resulta da perda de controle do halter ou barra durante a prensagem, mas também pode ocorrer durante a tentativa de voar com halteres com um peso maior do que o seu 'Estamos acostumados a levantar pesos - e que você ainda não é forte o suficiente para segurar ainda', diz David Geier, MD, cirurgião ortopédico e diretor de medicina esportiva da Universidade Médica da Carolina do Sul (MUSC). Você sentirá uma sensação de lacrimejamento, e o peito e o braço muitas vezes ficam pretos e azuis, diz Geier.

Previna-se: Trabalhe apenas com uma carga que você possa controlar - você saberá que é muito pesada se balançar e parecer que vai cair - e use um observador para séries pesadas.

2. Ruptura do tendão do bíceps

Este tendão prende o músculo bíceps do braço a um osso do antebraço, e se você tentar enrolar um peso muito pesado ou deixar cair a barra ou haltere repentinamente, você está se arriscando a rasgar. O braço fica preto e azul, e o músculo bíceps realmente parece maior, diz Geier.

Previna-se: Tal como acontece com a ruptura do músculo peitoral, trabalhe com um peso que você sabe que pode controlar e sempre peça a ajuda de um observador.

3. Rasgo labral

Já ouviu um som de pegada ou clique bem no fundo de seu ombro enquanto pressionava o peito ou militar? Isso poderia significar problemas para a fabricação de cerveja. Mais especificamente, o amortecedor de cartilagem que envolve sua glenoide - a articulação esférica do ombro - pode estar cedendo. (Diga conosco agora: ai .)

Previna-se: As lágrimas labrais normalmente não acontecem durante a noite, então se você ouvir aquele clique temido - ou sentir qualquer estalo desconfortável ou dor no fundo do ombro - não seja um manequim Faça a verificação desse ombro o mais rápido possível, diz Geier. (Relaxe. Provavelmente, você só precisará fazer algumas modificações simples em seu treino até que esteja curado, como reduzir sua amplitude de movimento.)

4. Fratura do esterno

Se você é um amante do supino e aquela barra desaba sobre seu peito, seu esterno (que é o osso bem no meio) paga o preço. Fazer um supino e não conseguir levantar a barra até o ponto de segurança é um dos pesadelos mais comuns na academia, diz Weiss. Pior ainda: uma barra caída pode causar mais danos se chegar à traqueia e cortar o oxigênio. (Sim, isso acontece - na maioria das vezes durante os exercícios domésticos não supervisionados.)

Previna-se: Use apenas pesos que você possa controlar e sempre empregue um observador experiente, que conheça a postura de força e a posição das mãos adequadas. Além disso, certifique-se de dizer a ele quantas repetições você acha que pode fazer sozinho com antecedência, diz Weiss, para que ele saiba quando começar.

5. Luxações articulares

Não prestar atenção na sua forma ou carregar a barra com muito peso pode causar deslocamento da mão, ombro, cotovelo ou joelho, diz Weiss. Como? Todo aquele excesso de pressão sobre os ligamentos força os ossos fora de suas posições normais, criando o que Weiss chama de emergência médica. (Sim, é isso mesmo. Se isso acontecer, procure ajuda profissional - não um amigo que diga que pode colocá-la de volta no lugar.)

Previna-se: Treine seus músculos em várias direções em cada treino, ou certifique-se de alternar os exercícios para qualquer grupo muscular de um treino para o outro. Por exemplo, em vez de fazer apenas flexões de tórax, adicione flexões de inclinação ou declínio ou flexões - e mantenha o peso baixo o suficiente para manter a forma e a técnica adequadas, diz Weiss. Você deve ser capaz de pressionar ou puxar em um movimento suave e constante para completar a série.

6. Distensão nas costas

As distensões lombares, conhecidas como lombares, podem ter várias causas, mas um dos maiores culpados é simplesmente não prestar atenção suficiente ao aquecimento e alongamento, diz David Fabi, M.D., cirurgião ortopédico do San Diego Orthopaedic Associates Medical Group. Quando não são devidamente aquecidos, os músculos das costas não são capazes de absorver a energia transmitida às costas durante o levantamento de peso, diz ele. Isso é especialmente verdadeiro ao levantar pesos pesados. A má forma - como arquear as costas ao tentar um supino pesado - também causa tensão.

Previna-se: Alongamento, força central e técnica adequada são vitais para prevenir dores nas costas, diz Fabi. Se você não tiver experiência, consulte um especialista ou contrate um personal trainer para lhe ensinar a forma e a técnica adequadas. Para obter alguns alongamentos da região lombar para você começar, veja nosso vídeo sobre Prevenção de lesões na região lombar.

7. Hérnia

Prender a respiração enquanto se agacha pode dificultar sentir como se você pudesse levantar mais peso, mas todo o aumento da pressão em seus órgãos internos - sem mencionar o aumento da pressão arterial - pode fazer com que os órgãos internos perfurem seus invólucros, diz Weiss. Isso empurra seus órgãos para um lugar que eles não ficam embaixo - e é uma grande emergência médica.

Previna-se: A longo prazo, o fortalecimento da estabilidade central e dos músculos abdominais é fundamental para a prevenção da hérnia. E, no momento, certifique-se de estar levantando apenas um peso com o qual você pode lidar e verifique sua respiração para ter certeza de que está estável, diz Weiss.

Para ter acesso a vídeos de equipamentos exclusivos, entrevistas com celebridades e muito mais, inscreva-se no YouTube!